Que tipos de métodos existem para regular a fertilidade humana?

Pode dizer-se, duma forma geral, que para regular a fertilidade humana existem dois grandes tipos de métodos: os artificiais e os naturais . Os artificiais são aqueles que introduzem qualquer manipulação externa no acto sexual, ou no processo reprodutor, com a finalidade de tornar estéril aquele acto. Os naturais são aqueles que, sem manipular o acto sexual ou o processo reprodutor, aproveitam os períodos não férteis da mulher, para durante eles se realizarem os actos sexuais.

Entre Os métodos artificiais podem apontar-se:

a) Os métodos chamados impeditivos. que actuam impedindo a entrada dos espermatozóides no útero. Dividem-se em mecânicos (preservativos, diafragma, esponja vaginal, pessário) e químicos (espermaticidas).

b) Os métodos hormonais. Segundo a via de administração podem ser: orais, injectáveis. subcutâneos (implantações subcutâneas).

c) A contracepção intra-uterina, que se realiza mediante a colocação dum dispositivo no interior da cavidade uterina (DIU – dispositivo intra-uterino).

d) Finalmente os métodos cirúrgicos (vasectomia e laqueação de trompas) – que podem considerar-se mais como meios esterilizadores do que contraceptivos, porque quase sempre produzem uma esterilidade definitiva.


Quando se diz que um método contraceptivo é abortivo?

Diz-se que um método contraceptivo é abortivo quando o seu mecanismo ou a sua acção é total ou fundamentalmente anti-nidação. Vimos já que a fecundação do óvulo se dá na trompa e que uma vez fecundado, isto é, depois de iniciada a vida do novo ser, o óvulo progride até chegar ao útero, onde se deve implantar para continuar o seu desenvolvimento. Portanto, se em consequência da acção dum método contraceptivo forem alteradas as condições que devem existir no útero para uma adequada nidação do óvulo fecundado, este será eliminado, destruindo-se assim a vida humana que se tinha iniciado dias antes.

Os contraceptivos que actuam por este mecanismo são chamados abortivos, porque na realidade provocam abortos.


Quando se diz que um método contraceptivo é anticonceptivo?

Diz-se que um método contraceptivo é anticonceptivo, quando actua impedindo a fecundação do óvulo. Isto consegue-se impedindo a maturação do óvulo, dificultando ou impedindo a sua deslocação através da trompa de Falópio, ou então impedindo a progressão e chegada dos espermatozóides ao contacto com o óvulo.

Quais são os mecanismos de acção dos métodos artificiais de regulação da fertilidade humana?

Os métodos contraceptivos artificiais podem actuar:

a) Inibindo a ovulação.

b) Inibindo a capacidade dos espermatozóides fertilizarem o óvulo.

c) Alterando a progressão do óvulo na trompa de Falópio.

d) Modificando a fluidez do muco cervical, dificultando assim a progressão dos espermatozóides.

e) Impedindo a entrada dos espermatozóides no aparelho genital feminino.

f) Impedindo a implantação do óvulo já fecundado.

a), b), c), d) e e) são anticonceptivos; f) é abortivo.

(in La reprodución Humana y su Regulación, de Justo Aznar Lucea e Javier Martínez de Marigorta)

Justo Aznar Lucea. Doutorado em Medicina com Prémio Extraordinário. Chefe do Departamento de Biopatologia Clínica e Coordenador da Universidade de Investigação Bioquímica, do Hospital La Fé de Valência (Espanha).

Javier Martínez de Marigorta. Doutorado em Medicina e Cirurgia. Membro da Sociedade Valenciana de Bioética.