Procriação in vitro: algumas verdades

As técnicas de fecundação extra-corpórea aprovadas implicam necessariamente a programação da morte de seres humanos na sua fase embrionária. De facto, são “produzidos” vários embriões humanos para garantir a possibilidade de sucesso. Estas técnicas exigem, por ciclo, pelo menos a transferência de três seres humanos, na sua fase embrionária, para o útero, sendo que se perdem (morrem) dois em 70% dos casos em que se dá a gravidez enquanto todos se perdem nos outros 80% de casos em que não se alcança a mesma. Acresce que a crio conservação de uma imensidade de pessoas humanas, na fase inicial da sua existência, destina-as, na prática, a morte certa quer por resolução da lei, quer porque entregues à experimentação, quer pelos próprios processos de congelação e descongelação

Ler tudo